Última ceia do ano | O que preparar?

Aproxima-se a última ceia do ano e muitos de nós (os que deixamos tudo para a última hora) começamos a pensar no menu; Bacalhau! Diz a mãe ( bacalhau já comemos na consoada, e o prato tão sem graça não merece novamente o destaque numa mesa de celebração); Camarão, afirmam outros do outro lado da…

Read More

Caril fácil de frango

Há coisas que nunca faltam na minha cozinha além dos básicos tradicionais como azeite, sal, especiarias ou conservas; mas também nunca falta um frasquinho com mistura para caril: não é a mesma coisa que um caril preparado de raíz, mas o sabor reconforta igualmente e é bem mais rápido de preparar. Em cerca de meia…

Read More

Ossobuco | e uma viagem à cozinha da minha avó

Embora se trate de um prato pouco requintado, por ser preparado com um corte menos nobre da vitela, o ossobuco consegue transportar-me até à cozinha de campo da minha avó, daquelas onde o fumo se encarregava de revestir as paredes de um negro aveludado (quem diria que hoje se pintam as paredes da mesma cor,…

Read More

Ceviche de robalo | e o meu vício

Se gosta de pratos mais leves e refrescantes, simples, tão simples que nem é preciso ligar o fogão, este ceviche é para si!

Read More

Espetadas de frango e uma mesa bohemia

Os amigos são, para mim, como as especiarias:
Umas mais picantes, outras mais adocicadas, outras mais exóticas… mas todas indispensáveis para dar aquele toque especial aos nossos pratos/vida. E como a vida só faz sentido se for picante q.b, nada como juntá-los à mesa, abrir umas cervejas e desfrutar, agradecer aqueles momentos de diversão, as birras, as saudades, as partidas e os regressos.

Read More

Sardinhas em escabeche

Desde pequeno que adoro peixe.  Não vivo no litoral, mas a proximidade de vilas piscatórias como Caminha ou Vigo permitiram que provasse os mais diversos peixes, mas confesso que sou bem tradicional: nada supera uma bela sardinha! E lembro-me da minha avó (ainda viva, mas já um bocadinho preguiçosa) preparar sardinhas em escabeche, um escabeche…

Read More

Noodles com ovo | e o prazer da massa caseira

 É cada vez mais frequente cá em casa consumir massa fresca. O nome é capaz de assustar um bocado, porque a associamos a um processo laborioso e demorado; mas desenganem-se, conseguem preparar e confeccionar a vossa própria massa em menos de meia hora, como já vos falei nestas receitas.As principais vantagens de consumir massa fresca feita em casa são múltiplas, mas posso referir o sabor, a textura, a rapidez de cocção e o maravilhoso facto de lhe podermos adicionar os nossos ingredientes preferidos: podemos fazer massa de espinafre, de tomate, de especiarias, ou até sem glúten! Depois de feita, podem utilizar de seguida a massa fresca ou, então, conservá-la durante 2 dias no frigorífico, ou várias semanas no congelador, sempre guardada em recipientes ou sacos com fecho hermético. Caso pretendam, podem ainda deixar a massa secar (para cozinhar demorará mais alguns minutos do que no caso da fresca).A massa pode ser estendida à mão, com a ajuda de um rolo de cozinha ou com a ajuda das maravilhosas máquinas de fazer massa, que não a fazem mas estendem, e podem ser reguladas em função da espessura e corte que queremos dar à massa, desde placas de lasanha, fettucine, tagliattelle, noodles, esparguete, raviolis…

Read More

Frittata de pimentos

Normalmente não tenho de me preocupar com as refeições cá de casa, mas por vezes é necessário preparar refeições mais rápidas e descomplicadas, e é nesse momento que dou prioridade aos  pratos de ovos que, por sinal, abundam! Sim, as minhas galinhas decidiram trabalhar em série e, apesar de gastar bastantes ovos em doces, reconheço que me custa dar vazão à produção delas!

Se não gostarem de pimentos não se acanhem, substituam-nos por espargos, favas, ervilhas, alho francês, pelos legumes de que mais gostarem! Vai ver que fica igualmente deliciosa.

Read More