Doce de tomate | o melhor do verão, todo o ano

Ensinaram-me, desde pequeno, que o que a vida nos dá de bom devemos conservar, e partilhar. É o que costumo fazer com os melhores frutos que a terra me dá, e com o outono já a fazer-se sentir, não resisti a transformar e guardar os últimos tomates da temporada.
Sim, em doce! Que estranho, que eu não sou nada de doces, dizem vocês ironicamente 😉 Este doce é ideal para acompanhar as torradas ao pequeno almoço ou ao lanche, mas é também uma maravilha para servir com uma tábua de queijos. E, imaginem só, é o par perfeito do molho de soja quando este acompanha uma tempura de vegetais, queijos ou camarão. Não experimentaram? Então eu deixo a receita da tempura em breve e depois confirmam!
Mas continuemos com a receita:
INGREDIENTES
2 kg de tomates biológicos bem maduros
Açúcar  – Entre 1 a 1,5 kg
1 pau de canela
1 limão
PREPARAÇÃO
Coloque uma panela com água ao lume. Entretanto, e ajudando-se de uma faca bem afiada, faça um corte em cruz na pele de cada tomate.
Assim que a água ferver, coloque os tomates, deixe levantar fervura novamente e retire para um recipiente grande com água gelada. É agora que a magia acontece, os tomates descascam-se sozinhos.
Corte os tomates em metades ou em quartos e esprema para extrair parte do sumo. Corte em pedaços grandes.
Pese o tomate já escorrido e coloque numa panela.
Adicione igual quantidade de açúcar, ou seja, se obtiver 1 kg de tomate já sem pele e ligeiramente escorrido, deverá adicionar 1 kg de açúcar.
Adicione a parte amarela da casca do limão e o pau de canela.
Leve a fogo médio. Vá mexendo de vez e m quando. O doce irá demorar cerca de uma hora e meia e duas horas até apurar.
O truque que utilizo para saber se o doce já está, é passar uma colher de sopa e, se o doce ficar ligeiramente agarrado à parte de trás da colher, está pronto! Tenha em conta que este doce espessa bastante quando frio, pelo que não deve esperar que engrosse demasiado, caso contrário irá cristalizar.
Retire a casca do limão e o pau de canela e distribua por frascos previamente esterilizados, feche e armazene num local fresco e seco.
DICAS
  1. Para este doce, prefiro variedades de tomate mais “carnudas”, como o coração de boi.
  2. Para esterilizar os frascos, coloque-os juntamente com as tampas numa panela grande. Cubra com água e leve ao fogo. Deixe ferver durante alguns minutos. Retire-os da panela com a ajuda de uma pinça (evite o contacto com as mãos, pois poderíamos contaminação-los e deitar todo o trabalho a perder, ou então utilize luvas).
  3. Encha com o doce/conserva deixando apenas cerca de 1/2 cm do bordo, tape de imediato e deixe arrefecer completamente com a tampa voltada para baixo.

Anúncios